13

nov

Repórter: Lorena   |   Postado por: Lorena às 14:20 hrs

UNEB participa de discussões sobre a reformulação curricular do Sistema Municipal de Educação de Senhor do Bonfim

O Departamento de Educação (DEDC), Campus VII da UNEB se reuniu hoje (13) com representantes da Secretaria de Educação (SEMED) de Senhor do Bonfim, Conselho Municipal de Educação, Polícia Civil, Ministério Público e Câmara de Vereadores para discutir sobre as abordagens curriculares que irão nortear a nova proposta do Plano municipal de educação que abrange da Educação Infantil até o Ensino Fundamental II. A reunião faz parte da agenda de uma comissão formada por integrantes do Comitê Municipal de Segurança Pública, liderado pelo Ministério Público, a fim de propor a inclusão de um componente curricular na grade de disciplinas, voltado para a formação de crianças e adolescentes, que favoreça a compreensão dos princípios básicos de cidadania – conhecimento sobre leis – e respeito aos direitos humanos, como indicadores permanentes de trabalhos que potencialize a redução da violência.

 

O currículo escolar do município está passando por reformas que objetivam uma melhor estruturação para atender as necessidades locais. Nesse sentido, a superintende pedagógica da SEMED de Senhor do Bonfim, Dulcinéia Medeiros, ressaltou sobre a importância da parceria da Secretaria com o DEDC VII da UNEB. “Estamos elaborando a proposta de construção do nosso currículo e os professores da UNEB estão fazendo parte das comissões. A UNEB é parte desse processo de construção, porque a maioria dos professores que nós temos na rede foram formados pela UNEB, então hoje, nós estamos sedimentando ainda mais essa relação e aproveitando a enorme experiência que a instituição tem para estar cooperando com a construção desse currículo”, frisou Dulcinéia.

 

Nesse aspecto, a diretora do DEDC VII da UNEB, Suzzana Alice Lima, relatou que o curso de Pedagogia do Departamento está reformulando o projeto pedagógico, e que a disciplina Direitos Humanos já foi inserida ao projeto do curso. “Precisamos formar professores conscientes e atentos para essa temática, para que, na prática docente, sejam multiplicadores sobre a importância dos direitos humanos como processo formativo humanizador, além de levar em consideração os aspectos legais que organizam a sociedade”, frisou Suzzana.

 

Assim, o promotor de justiça de Senhor do Bonfim, Rui Sanches, abordou que a proposta dessa nova disciplina é “Tentar transmitir para os alunos, noções básicas de cidadania e direitos humanos, que são: respeitar o sistema, conhece-lo e compreende-lo dentro de uma perspectiva de liberdade, pensando no bem coletivo”.

 

Na reunião, ficou acordado que a secretaria de educação, junto às escolas, realizará ações pontuais na Educação Infantil; e os anos iniciais do Ensino Fundamental I serão contemplados através dos temas integradores e ações pontuais a serem desenvolvidas durante o ano letivo. Também será discutida a possibilidade de criação de um novo componente curricular para o Ensino fundamental II, anos finais, sobre Direitos Humanos e Cidadania.