Laboratórios - Infraestrutura geral

PÓS-CRÍTICA

No LABORATÓRIO DE EDIÇÃO FÁBRICA DE LETRAS

O coordenador e vice-coordenadora, os editores-chefes da Pontos de Interrogação e da Grau Zero, um editor para cada linha de pesquisa, a comissão de publicações formada por 5 docentes, o Conselho Científico local dos estudantes formado por 10 estudantes, que se renova a cada seleção, além de bolsistas de Iniciação Científica, formados em oficinas de editoração oferecidas por um dos coordenadores da Fábrica. Todos os estudantes são bolsistas de mestrado, da graduação e alguns voluntários, dos dois níveis. Essa equipe será ampliada com a implantação do Curso de Doutorado e sua nova metodologia de

seleção de pesquisadores discentes, através da atividade obrigatória Práticas no Laboratório e Seminários Interlinhas I, II e III.

No LABORATÓRIO DA MEMÓRIA CULTURAL

A coordenadora e vice-coordenadora, a bibliotecária-chefe da Biblioteca Carlos Drummond de Andrade, uma equipe de 08 estudantes bolsistas do mestrado, da graduação e voluntários. Essa equipe será ampliada com a implantação do Curso de Doutorado e sua nova metodologia de seleção de pesquisadores discentes, através da atividade obrigatória Práticas no Laboratório e Seminários Interlinhas I, II e III.

No LABORATÓRIO DE COMUNICAÇÃO WEB RÁDIO E TV PÓS-CRÍTICA

02 estudantes do mestrado, profissionais da área, mais uma equipe de 08 estudantes bolsistas do mestrado, da graduação e voluntários. Essa equipe será ampliada com a implantação do Curso de Doutorado e sua nova metodologia de seleção de pesquisadores discentes, através da atividade obrigatória Práticas no Laboratório e Seminários Interlinhas I, II e III.

NA SALA DE ARTE OSWALD DE ANDRADE: UM LABORATÓRIO

AUDIOVISUAL DE CRÍTICA DA CULTURA

A equipe de professores acima mencionada no item sobre o projeto coletivo Arquivos de crítica cultural: fontes, edições e oficinas do signo, suplementada por bolsistas de mestrado e de graduação, além de voluntários.

O Programa de Crítica Cultural dispõe, em 2017, de 33 bolsas de Iniciação Científica e 12 bolsas de mestrado. Através das bolsas de pesquisa, temos suprido a falta de servidores contratados. Ainda assim, a Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (PGDP) prometeu para 2018 a liberação de 04 bolsas mensais, renováveis anualmente, para se oferecer a egressos, desempregados, com perfil, e que tenham interesse em atuar nos laboratórios do programa, até a realização de concursos e contratação de profissionais para cada setor,

a saber: 01 webdesigner, 01 arquivista e restaurador de documentos impressos raros, 02 técnicos universitários.

Para a Coordenação do Programa de Crítica Cultural, apenas com o Curso de Mestrado, contamos com 03 técnicas para a secretaria e seus processos administrativos, técnicos e acadêmicos. Com a implantação do curso de Doutorado, contaremos com mais funcionários para as imensas demandas.