XXII Semana de Consciência Negra: Movimentos antirracistas na grande escala da globalização

Sobre o evento

A Semana de Consciência Negra da UNEB – Campus V é um evento de grande tradição no calendário anual de celebrações de nossa instituição e comunidade. Realizada há 22 anos e popularmente conhecida pela marca Santo Antônio Negro, a Semana de Consciência Negra é simbolicamente, para todas e todos nós discentes e docentes negras e negros unebianos, uma poderosa arma de combate ao racismo e discriminação racial. Porém, o Santo Antônio Negro é muito mais que um evento acadêmico: compreende um conjunto de espaços para promoção de reflexões, debates, discussões, denúncias, afirmações, celebrações e difusão de conhecimentos, trajetórias e experiências de nossa população afrosantoantoniense, que continua sofrendo com os sórdidos processos de subalternização, marginalização e exclusão social, atenuados em tempos de ascensão de ideologias neofascistas em nosso país. Os eventos de celebração e comemoração relacionados ao 20 de novembro – Dia Da Consciência Negra, foram instituídos e desenvolvidos através dos últimos anos pelos mais variados órgãos públicos brasileiros, em escala municipal, estadual e federal, a partir das demandas, reinvindicações, ativismos e militâncias étnico raciais, que garantiram pela Lei Federal 12.288, de 20 de julho de 2010, inúmeros direitos das populações afro-brasileiras e deveres do Estado-Nação democrático brasileiro em promover políticas de promoção da igualdade. O reconhecimento do dia 20 de Novembro como Dia Da Consciência Negra é relacionado, como é ciente por muitas e muitos, como o dia da morte do mártir negro Zumbi Dos Palmares, grande ícone de resistência e luta das populações negras no Brasil, através da experiência e trajetória histórica do Quilombo Dos Palmares, aparelho ancestral de sobrevivência e resistência ao sistema escravocrata colonial. O Estatuto da Igualdade Racial, além de legitimar o significado, simbologia e relevância do dia 20 de Novembro para as populações afro-brasileiras, institui por lei a valorização das inúmeras manifestações e tradições culturais negras no Brasil, como também a garantia do acesso e participação da população negra em atividades educacionais, culturais, esportivas e de lazer, adequadas a seus interesses e condições, de modo a contribuir para o patrimônio cultural de sua comunidade e da sociedade brasileira. A implementação do Estatuto da Igualdade Racial é uma necessidade de extrema urgência para o exercício árduo e cotidiano de combate ao preconceito e discriminação étnico-racial, no nosso caso, especificamente em nosso município. Este ano, é com grande satisfação que retornamos a realizar O XXII a semana de consciência negra e IX Santo Antônio Negro, que acontecerá entre os dias 20 e 21 de novembro, mês da consciência dos povos negros no Brasil. Nosso eixo principal de discussões de debates serão GLOBALIZAÇÃO E AS NOVAS FORMAS DE ENFRENTAMENTO ANTIRRACISTA: o intuito do tema é analisar as experiências sociais e histórica buscando refletir sobre os desdobramentos do colonialismo com suas diversas facetas, sobretudo, na dimensão em que o racismo se configura como importante arcabouço para acentuar e justificar as desigualdades entre pessoas. No contexto da Pandemia COVID 19 foi possível observar os efeitos dessa desigualdade, além das diversas formas de enfrentamento e realinhamento dos movimentos antirracista pelo mundo, em razão dos acontecimentos do dia 25 de maio nos EUA, com assassinato de George Floyd, em Minneapolis. Nesse sentido propomos atividades de reflexões e discussões acerca do protagonismo de diversos setores e grupos sociais como: feminismos negros, os movimentos LGBTS negros,

Pesquisadores e pesquisadoras negras, e demais setores buscando entendermos os processos de combate e resistência às violências e opressões, bem como as interseccionalidades entre raça, gênero e outros marcadores da diferença pertinentes na atualidade.

PROGRAMAÇÃO

DIA 20/11 – Postagens de Vídeos

● Vídeo de João Evangelista, Wilson Mattos, Ana Rita Machado e Juan Vitor as 18:00 horas (chamada)

DIA 21/11

MANHÃ

● 09:00: Trajetórias antirracistas: mulheres negras, justiça e juventude.

TARDE

● 16:00 Diálogos interculturais: construindo (sobre)vivências antiracistas.

Dia 22/11/2020

· 14:00 Podcast: Entre o corre da grana e o corre da fama

· Depoimentos de afronebianos ao longo do dia

Dia 23/11/2020

Manhã

· 10:00 Mesa 3 Religiosidade, ancestralidade e memorias negras.


Realização

Núcleo Interdisciplinar de Estudos Africanos e Afro-Brasileiros (AfroUneb Núcleo)

  Local do Evento

YouTube Afrouneb

Data:

20/11/2020 - 23/11/2020

   Inscrição  

Valor:

0,00