26

nov

Autor: Núcleo de Jornalismo/Ascom   |   Postado por: Danilo Oliveira às 21:55 hrs

16ª Edição – Campanha 16 Dias de Ativismo na UNEB pelo Fim da Violência contra as Mulheres

A Universidade do Estado da Bahia, por meio do Centro de Estudos em Gênero, Raça, Etnia e Sexualidade (Cegres/Diadorim), realiza a 16ª edição da Campanha 16 Dias de Ativismo na UNEB pelo Fim da Violência contra as Mulheres.

A iniciativa consiste em uma ação de extensão universitária de natureza interdisciplinar, que se apresenta à comunidade acadêmica e à sociedade baiana como um movimento de leitura e intervenção social, rumo à educação para a diferença e ao enfrentamento à violência contra as mulheres.

Projeto situado no campo dos estudos feministas, que investe no diálogo entre a universidade, movimentos sociais e o estado como estratégia política e metodológica para avaliar as conquistas das lutas feministas, os avanços nas políticas públicas e refletir experiências de enfrentamento à violência, assim como refletir a conjuntura política, social e econômica produtora das múltiplas faces da violência.

A programação da campanha reserva atividades até o dia 10 de dezembro. O webinário de lançamento foi promovido no último dia 23 de novembroPara todas as atividades, os interessados devem se inscrever por meio do Sistema Gerenciador de Eventos (SGE) da UNEB. As inscrições são gratuitas e podem ser efetivadas até o dia da realização.

A campanha conta com a parceria da SEC-BA, da Proaf, do Mestrado Profissional em Educação e Diversidade (MPED), do Diretório Central de Estudantes (DCE) e dos Grupos de Pesquisa em Gênero, Raça, Cultura & Sociedade (Candaces); Formação, Experiências e Linguagens (FEL); Negritudes, PanAfricanismo e Subalternidades (Sankofa); Currículo, Escrevivências e Diferenças; e Território, Cultura e Ações Coletivas da UNEB.

Também apoiam, o Grupo de Leituras e Estudos Interdisciplinares sobre Gênero e Sexualidade (Gleigs); o Grupo de Estudos em Educação Científica (Geec); a Liga Brasileira de Lésbicas/LBL; a Sociedade Brasileira de Estudos em Sexualidade Humana (SBRASH); a Rede Brasileira de Redução de Danos e Direitos Humanos (Reduc); o Movimento das Mulheres Negras Dandaras do Sisal e o Coletivo Fala Tu Jovem.

Confira programação

Informações: e-mail diadorim@uneb.br.