03

mai

Autor: Reitoria da UNEB   |   Postado por: Danilo Oliveira às 21:29 hrs

Reitoria da UNEB informa sobre esforços institucionais para vacinação no combate à pandemia

A Reitoria da Universidade do Estado da Bahia (UNEB) vem a público reiterar o seu firme posicionamento em defesa da ampla vacinação de toda a população brasileira, da Saúde, da liberdade de cátedra e da inviolabilidade do direito à vida. Dessa maneira, frente ao acirramento do estado de calamidade pública, provocado pela pandemia da Covid-19, a instituição emitiu nota, no último dia 23/04/2021, deliberando pela suspensão por 15 dias das atividades presenciais na Universidade, com validade até o dia 07/05/2021, excetuando-se, desde que sejam respeitadas e cumpridas rigorosamente as diretrizes e os protocolos de biossegurança: as atividades acadêmicas de graduação – modalidade internato e estágio de formandos da área da Saúde – desenvolvidas nos estabelecimentos, extracampi, desde que este grupo de docentes e discentes esteja adequadamente imunizado contra a Covid-19; as ações de segurança física e patrimonial e os serviços de manutenção e limpeza, que poderão ser acionados de maneira escalonada para a preservação do patrimônio da Universidade.

A tomada de decisão institucional está respaldada pelas recomendações de autoridades sanitárias e pela análise do cenário epidemiológico do Estado da Bahia, realizada pela Comissão constituída com a finalidade de acompanhar e orientar as condutas institucionais relativas à pandemia da Covid-19, no âmbito da UNEB (Portarias Nº 133 e Nº 224/2020). No documento, evidencia-se a necessidade, de acordo com a taxa de transmissibilidade e com o alto número de casos da doença, de vidas perdidas e da ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no estado, de manutenção de medidas que, considerando a responsabilidade institucional e social da UNEB junto à população baiana e brasileira, contribuam para a garantia da segurança e da saúde de todos os segmentos da sua comunidade acadêmica, para a redução da morbimortalidade, para a diminuição da mobilidade municipal e intermunicipal, considerando que a instituição desenvolve atividades em todos os Territórios de Identidade da Bahia, e para a não realização de aglomerações nos seus campi. 

Associada à deliberação da suspensão presencial de modo parcial, a Reitoria tem envidado esforços, de maneira intra e interinstitucional, para a definição de estratégias, consultas sobre a atuação no setor da Saúde, colaborar com o avanço dos Planos Municipais de Imunização e para a garantia da vacinação da comunidade acadêmica, com especial ênfase para professores e estudantes dos cursos da área Saúde que estão ou estarão em campo. Assim, já foram realizadas reuniões, com essas pautas prioritárias, junto à Direção do Departamento de Ciências da Vida (DCV) do Campus I, em Salvador, com a Equipe Central de Gestão Universitária (ECGU), com a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (SESAB) e com Secretarias Municipais.

Registra-se ainda que todos os estudantes e professores desta Universidade que estão em campo, em ações de estágios/internato, atuando em Hospitais Estaduais e nas Redes Municipais de Saúde, já foram vacinados contra a Covid-19. Entretanto, preocupa à UNEB, sobremaneira, as condições para o ingresso de novos discentes e docentes em atividade práticas de campo, mesmo na área de Saúde, sem a adequada imunização contra a Covid-19. Essa apreensão se intensifica com a constatação das maiores taxas de adoecimento e óbito, pela doença, entre jovens no estado. De acordo com a SESAB, 331 mil pessoas dessa faixa etária já contraíram o novo coronavírus na Bahia, e há registro de um aumento de 447% de mortes no comparativo de março deste ano com novembro de 2020, entre pessoas de 20 a 39 anos. Associadas a esses dados, as informações do Boletim do Observatório Fiocruz Covid-19, referente ao período de 4 a 10 de abril, constatou uma alta de 1.081,82% no número de óbitos de jovens entre 20 e 29 anos no Brasil, em comparação ao período de 4 a 10 de janeiro.

Considerando todas essas questões com relevante prudência, está em curso o diálogo junto às representações da Comissão Intergestores Bipartite-BA (CIB) para a viabilização da vacinação prévia desses públicos, garantindo a devida imunização e segurança para que todos os acadêmicos e profissionais/professores colaborem, com qualidade, para o enfrentamento à pandemia e o fortalecimento das ações de Saúde Pública no Estado da Bahia. Em tempo, a UNEB reafirma o seu posicionamento na defesa do encontro de caminhos políticos, diplomáticos, parcerias e mecanismos que ajudem a acelerar o processo de vacinação pelo SUS e salvar vidas. 

Veja nota de esclarecimento sobre procedimentos para vacinação de servidores contra a Covid-19

Veja também comunicado da PGDP para profissionais do Ensino Superior

03 de maio de 2021

Reitoria da Universidade do Estado da Bahia