20

jan

Autor: Núcleo de Jornalismo/Ascom   |   Postado por: Danilo Oliveira às 18:43 hrs

Evento nacional reúne profissionais contábeis e estudantes para debater crise fiscal brasileira

Evento teve início com a palestra magna A Ciência Contábil em tempo de crise, ministrada pelo ex-ministro Ciro Gomes

 

O Campus I da UNEB, em Salvador, foi o território nacional de profissionais contábeis e futuros colegas entre a última quarta-feira (16) e ontem (19). Isso porque a unidade acolheu diferentes sotaques e ideias durante o 33º Encontro Nacional de Estudantes de Ciências Contábeis (Enecic).

Ciro Gomes: “É necessário um governo empoderado e lúcido”

A programação acadêmica do evento foi iniciada pela palestra A Ciência Contábil em tempo de crise, ministrada pelo ex-ministro Ciro Gomes, que provocou reflexões e convocou os participantes para resolução da crise fiscal do país.

“O Brasil tem solução. O nosso problema é que o sistema político está colapsado, faz aposta na ignorância, na prostração ideológica e manipulação da religiosidade do povo e no culto à personalidade de lado a lado. E vocês, jovens, é que terão de se empenhar na luta contra tudo isso que dificulta o desenvolvimento do nosso país”, destacou o palestrante.

Ainda de acordo com Ciro, a vontade política e a orientação acadêmica são essenciais para o crescimento brasileiro: “Para a solução dos problemas contábeis do Brasil, é necessário um governo empoderado e lúcido, com projeto e coordenação estratégica, iluminado pelas Ciências Contábeis, para o equilíbrio patrimonial do país”.

O advogado e político concedeu ainda entrevista exclusiva para a Assessoria de Comunicação (Ascom) da UNEB, na qual falou sobre a Educação Superior Pública do país e os desafios para a inclusão da população nos debates sobre “o drama brasileiro”.

Veja/ouça parte 1 da entrevista com Ciro Gomes
Veja/ouça parte 2 da entrevista com Ciro Gomes

Empoderamento e política

A participação das mulheres na contabilidade nacional teve destaque entre os temas debatidos durante as atividades do evento, que contou com palestras, mesas-redondas, minicursos, apresentação de artigos e atividades culturais.

Mulheres nas Ciências Contábeis e profissionais no debate político estiveram em pauta

Representante do segmento na mesa de abertura do encontro, a pesquisadora da UNEB Érica Helena orientou as estudantes a investirem em suas carreiras e a exigirem o direito de participação e fala dentro dos seus locais de trabalho e estudo.

A mesa contou também com a participação de Ciro Gomes, do vice-reitor da universidade, Marcelo Ávila, do diretor do Departamento de Ciências Humanas (DCH) do Campus I, Márcio Sampaio, e de profissionais e estudantes da área.

Para o coordenador geral do encontro, Gustavo Mascarenhas, o evento representa um esforço para a qualificação do debate sobre as necessidades do país, com especial destaque para as contribuições possíveis das Ciências Contábeis para a resolução de graves problemas sociais.

“O nosso desejo é debater política no movimento estudantil de Ciências Contábeis, porque sentimos essa necessidade. A partir disso, pensar em pautar nossa política para um projeto de país que seja soberano e dê dignidade para o trabalhador. E é muito importante que os estudantes estejam envolvidos nessa temática”, salientou o coordenador, que é também estudante da UNEB.

O Enecic tem a organização do Departamento de Ciências Humanas (DCH), por meio do Centro Acadêmico de Ciências Contábeis (Cacic) dos campi I (Salvador) e XIX (Camaçari) da instituição.