11

out

Autor: Toni Vasconcelos / Ascom   |   Postado por: Toni Vasconcelos às 17:28 hrs

INTERNACIONALIZAÇÃO: UNEB participa de missão internacional da Abruem ao Chile

Gestores da UNEB querem ampliar e fortalecer cooperação e mobilidade com universidades chilenas. Fotos: Divulgação

A UNEB participou da missão internacional deste ano da Associação Brasileira dos Reitores das Universidades Estaduais e Municipais (Abruem), realizada entre os últimos dias 30 de setembro e 4 de outubro no Chile.

A comitiva brasileira reuniu 20 membros das universidades afiliadas à entidade. Representando a UNEB, participaram o reitor José Bites, a assessora-chefe da Reitoria, Dayse Lago, e o secretário especial de Relações Internacionais (Serint), Natanael Reis.

Recepcionada pela diretoria do Conselho de Reitores das Universidades Chilenas (Cruch) e outros gestores de instituições daquele país, a missão manteve contatos com 14 importantes universidades locais, cumprindo extensa programação, que incluiu reuniões e eventos nas cidades de Santiago, Temuco e Valparaíso.

De acordo com o presidente da Abruem, Rangel Júnior, a missão ao Chile teve como objetivo “discutir novas possibilidades de cooperação entre nossos países e o apoio ao desenvolvimento de pesquisas bilaterais, além da criação de novos mecanismos de mobilidade docente, discente e do corpo técnico entre as universidades participantes”.

“A escolha do Chile foi muito acertada. Do ponto de vista da internacionalização, a maioria das universidades chilenas já deu passos significativos, com fortes investimentos nessa área”, contou o dirigente da entidade.

Logo no primeiro dia da viagem, Abruem e Cruch assinaram um convênio macro que permitirá a abertura de outros convênios de cooperação específicos entre universidades chilenas e brasileiras.

UNEB: cooperação e mobilidade

A missão ao Chile abriu maiores possibilidades de a UNEB ampliar e consolidar relações com aquele e outros países do continente.

O reitor José Bites avaliou como “muito positiva a participação da universidade nessa nova iniciativa internacional da Abruem, em especial por sido em país da América Latina, região de estreitos laços históricos, sociais e culturais conosco”.

“A gestão universitária e nossa comunidade acadêmica continuarão os contatos e tratativas, no sentido de buscarmos celebrar novos convênios de cooperação técnica em pesquisa, intercâmbio e mobilidade com universidades chilenas que demonstraram interesse nesse relacionamento”, disse Bites.

O secretário especial da Serint também está confiante nos desdobramentos da viagem, com a possibilidade de “estabelecermos vínculos com universidades chilenas e outras, por meio de cursos, publicações e parcerias diversas”.

“Queremos fomentar a mobilidade estudantil, na graduação e pós-graduação, tendo como pilares o desenvolvimento de idiomas e a interculturalidade e internacionalização de currículos”, destacou Natanael.

Na cidade de Valparaíso, por exemplo, os gestores verificaram semelhanças entre a UNEB e a Universidade de Playa Ancha, por serem instituições populares e inclusivas, com reconhecida atuação em ciência da educação.