26

ago

Autor: Toni Vasconcelos / Ascom   |   Postado por: Toni Vasconcelos às 12:42 hrs

Financiamento e sustentabilidade das universidades estaduais marcam reunião de câmaras da Abruem em Salvador

A abertura do encontro, presidido pelo reitor da UNEB, foi prestigiada por gestores do governo estadual

As câmaras de Graduação e de Saúde e Hospitais de Ensino da Associação Brasileira dos Reitores das Universidades Estaduais e Municipais (Abruem) reuniram-se na quinta e sexta-feira passada (22 e 23), no Hotel Vilamar, em Salvador.

Na pauta, temas da maior relevância e atualidade para as instituições e suas comunidades acadêmicas, como a busca de soluções para o financiamento e a sustentabilidade das universidades estaduais e municipais.

Na atual conjuntura de restrições orçamentárias tanto no âmbito do governo federal quanto dos estaduais, o maior desafio das gestões universitárias é conseguir mais recursos para atender a assistência e permanência estudantis, o crescente fluxo de ingressantes nas instituições por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e obras essenciais de infraestrutura, entre outras demandas.

Na pauta destacaram-se também debates acerca da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), dos cursos de licenciatura, dos hospitais associados às universidades e dos processos seletivos para os cursos de graduação.

O reitor da UNEB, José Bites, acompanhado do vice-reitor, Marcelo Ávila, da assessora-chefe da Reitoria, Dayse Lago, e da pró-reitora de Graduação (Prograd), Eliene Maria da Silva, recepcionou os visitantes e demais gestores presentes.

A abertura dos trabalhos, na manhã do dia 22, foi prestigiada pelo coordenador executivo de Projetos Estratégicos da Secretaria estadual da Educação (SEC), Marcius Gomes – que representou o secretário Jerônimo Rodrigues (SEC) –, e pela secretária de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado (Secti), Adélia Pinheiro.

Além da organização do encontro, os gestores da UNEB participam ativamente das discussões da pauta. Atualmente, o reitor Bites é o presidente da Câmara de Graduação da Abruem, que tem como secretária Dayse Lago.

A Câmara de Saúde foi representada na mesa de abertura por seu presidente, Paulo Wolff, reitor da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), e pela vice-reitora da Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes), Ilva de Abreu, integrante do colegiado.

A sessão de encerramento dos trabalhos, no dia 23, teve como pauta o registro dos principais pontos abordados nos debates ocorridos na véspera, assim como a definição de encaminhamentos.

Os membros presentes concordaram em aproveitar o 65º Fórum Nacional dos Reitores da Abruem, agendado para os dias 23 a 26 de outubro, em São Luís (MA), para realizaram lá breve encontro das câmaras, a fim de ampliarem, com dados levantados pelas instituições, os temas tratados em Salvador. Os dois colegiados têm nova reunião programada para o mês de novembro, em localidade a ser divulgada.

Foi reiterada também a importância desse trabalho das câmaras no sentido de subsidiar os reitores e a própria entidade em suas tratativas junto aos governos estaduais e federal, visando equacionar esses e outros problemas que vêm afligindo as instituições e suas comunidades.

Ao final do encontro, o reitor José Bites agradeceu a participação dos presentes, ressaltando o papel das câmaras e da entidade no apoio às gestões universitárias.

“A Abruem é um espaço importantíssimo, que vem conquistando cada vez maior relevância na luta em defesa das nossas universidades, mais ainda no difícil cenário que vivemos atualmente no país. A UNEB estará sempre irmanada nessa luta e de portas abertas para todas e todos vocês”, concluiu o reitor.

Fotos: Toni Vasconcelos/Ascom