23

jun

Autor: Toni Vasconcelos / Ascom   |   Postado por: Toni Vasconcelos às 14:25 hrs

DEMOCRACIA: Diretores de departamento eleitos tomam posse para mandato 2018–2020

Presidida pelo reitor e vice-reitor, mesa da solenidade foi composta por gestores e representantes da comunidade acadêmica

“Prometo honrar o compromisso com a missão institucional, garantindo como universidade pública os princípios da inclusão, do respeito à diversidade e da promoção da cidadania.”

Com braço direito estendido, 25 diretores de departamento da UNEB – de um total de 29 – repetiram em coro as palavras acima, que fazem parte do juramento de posse no cargo, lido pela também empossada Kátia Albuquerque, reeleita diretora do departamento do Campus XIX (Camaçari).

Devido a diferenças nas datas de encerramento dos mandatos em suas unidades, outros quatro gestores serão investidos no  cargo nos meses de julho, agosto e outubro.

Veja relação completa de diretores(as) para biênio 2018–2020

Os gestores foram eleitos ou reeleitos pelo voto da comunidade acadêmica dos respectivos departamentos, em eleição direta realizada em maio passado, para mandato de dois anos (2018–2020).

A solenidade de posse, ocorrida no último dia 18, no Teatro UNEB, no Campus I, em Salvador, foi transmitida ao vivo, por videoconferência, para todos as unidades da instituição.

Representando os colegas empossados, a diretora Marinalva Fernandes, do Departamento de Ciências Humanas (DCH) de Campis VI (Caetité), disse ter a expectativa é de que “possamos resistir e lutar em defesa da universidade pública, que tem uma função social e emancipadora”.

“Minha solicitação ao reitor e a todos os diretores e diretoras é que fortaleçam a gestão democrática, assegurando a participação de todos os segmentos da universidade na tomada de decisões”, enfatizou a gestora.

Já em nome dos diretores que estavam finalizando o mandato, Otávio Assis, que comandou o departamento do Campus XXI (Ipiaú), lembrou que seus colegas “que se despedem do cargo puderam vivenciar os desafios contínuos da administração pública, marcada neste período invariavelmente por decretos de contingenciamento, restrições orçamentárias e redução de investimentos”.

“Fica aqui a nossa gratidão e o nosso reconhecimentos a cada um e a cada uma que estiveram ombro a ombro conosco na tarefa de gerir os departamentos da UNEB”, concluiu o ex-diretor.

Reitor: “Vamos manter a luta em defesa da universidade”

Presidida pelo reitor José Bites e o vice-reitor Marcelo Ávila, a mesa solene da cerimônia foi composta por membros da gestão central e setorial da UNEB e representantes dos segmentos da comunidade acadêmica. O termo de posse foi lido pela chefe de Gabinete da Reitoria, Hilda Ferreira. Parlamentares e lideranças políticas locais participaram do evento.

“Este é um momento de culminância de mais um processo democrático nesta universidade. É um momento de parabenizar todos e todas pela participação e contribuição nesse processo”, iniciou sua fala o reitor.

Bites agradeceu “aos diretores e diretoras que atuaram nos últimos quatro anos da nossa gestão (2014–2018) como guerreiros e guerreiras no fortalecimento de seus departamentos e campi, na luta permanente pelo funcionamento de seus cursos e para garantir a manutenção de todas as atividades e no atendimento às pessoas de forma sempre humanizada – vocês estarão sempre na história de construção desta universidade popular”.

Aos gestores empossados, o reitor disse que, para dirigir um departamento, é necessário “ter credibilidade, dedicação, compromisso e paciência para permanentemente servir”.

“Os desafios são imensos. Nossa agenda de compromissos passa por ações como os processos de autoavaliação institucional, de recredenciamento da universidade – tenho certeza de que juntos alcançaremos o recredenciamento pelo tempo máximo –, do orçamento participativo e da Estatuinte”, acrescentou o reitor.

Bites prosseguiu: “Precisamos reavaliar o nosso portfolio de cursos de graduação, ter coragem para enfrentar esse desafio, de modo a atender as demandas contemporâneas de formação, requalificando a graduação da universidade”.

Na área da pós-graduação, o reitor informou que a UNEB possui atualmente 14 projetos de mestrado e doutorado sendo avaliados na Capes/MEC. “Definitivamente devemos implementar outros doutorados, uma exigência do processo de recredenciamento desta instituição. A qualificação dos nossos campi no interior passa pela implantação da pós-graduação stricto sensu.” 

“Contem sempre com nossa gestão. Vamos manter a luta em defesa desta universidade pública, popular e de todos e todas nós”, finalizou Bites. 

Após também agradecer aos diretores em conclusão de mandato, o vice-reitor Marcelo Ávila conclamou os gestores empossados “a sermos uma unidade de gestão coesa, uma equipe forte, para vencermos os obstáculos que se colocarão diante de nós”.

“Temos uma crise política e econômica no país que está nos desafiando. A UNEB precisa avançar de forma consistente, sem perder a qualidade e a excelência já conquistadas em seus diversos setores e dimensões”, salientou Marcelo.

O vice-reitor concluiu parabenizando “os novos diretores e diretoras que se dispuseram a abraçar esse grandioso desafio, neste momento em que precisamos de criatividade e coragem para defender a educação pública, gratuita e de qualidade”.

Fotos: Cindi Rios/Ascom