19

abr

Autor: Núcleo de Jornalismo   |   Postado por: Danilo Oliveira às 18:12 hrs

SaberAberto: UNEB lança plataforma para gestão das produções da comunidade acadêmica

Integrantes das Equipes Central e Setorial de Gestão Universitária prestigiaram o lançamento. Fotos: Danilo Oliveira/Ascom

A Universidade do Estado da Bahia (UNEB) agora conta com uma plataforma digital capaz de gerir, preservar e difundir com eficiência toda a produção acadêmico-científica, cultural e artística da sua comunidade acadêmica.

Trata-se do Repositório Institucional SaberAberto, ferramenta que foi lançada oficialmente na última segunda-feira (17), em evento realizado no auditório do Centro de Pesquisa em Educação e Desenvolvimento Regional (CPEDR) no Campus I, em Salvador.

A plataforma é fruto da dissertação de mestrado da técnica administrativa Alice Fontes, apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Gestão e Tecnologias Aplicadas à Educação (Gestec) da UNEB.

“O repositório institucional servirá como vitrine para a produção cientifica, técnica e cultural da universidade. É importante que toda a comunidade acadêmica abrace esse desafio, fazendo uso do SaberAberto, depositando seus trabalhos e realizando pesquisas nesse ambiente virtual”, destacou a servidora, que coordena o grupo gestor do repositório.

Para o reitor da universidade, José Bites de Carvalho, a implantação da nova ferramenta representa um marco para a pesquisa científica na instituição.

“Estamos consolidando hoje a implantação de uma plataforma, desenvolvida por estudantes, técnicos administrativos e professores da casa, que oferece melhor comunicação científica, a disseminação do capital intelectual da universidade, além de preservar a memória da instituição”, ressaltou o reitor.

Troca de experiências

O lançamento do Saber Aberto contou ainda com a presença de Bianca Amaro de Melo, coordenadora de Disseminação da Informação do Instituto Brasileiro de Informação Ciência e Tecnologia (IBICT), e de Flávia Goulart Mota Garcia Rosa, diretora da Editora da Universidade Federal da Bahia (EdUFBA).

“O que é produzido com recurso público, deve ser público, compartilhado, acessível. Essa é uma das grandes funções do repositório, democratizar o acesso à informação, à pesquisa científica, devolvendo para a sociedade o saber que a universidade constrói”, destacou Bianca Amaro.

Pesquisadora da Universidade Federal da Bahia (Ufba), Flávia Goulart, relatou a experiência da instituição com a implantação do repositório.

“Muitas editoras se preocupam com a queda nas vendas de suas obras após a implantação de repositórios, pelo acesso livre e gratuito às produções. Mas a nossa experiência foi bem diferente disso. Nesses sete anos de funcionamento do repositório, as vendas da EdUFBA aumentaram em 30%”, contou a diretora.

Diretora da Editora UNEB (EdUNEB), Sandra Soares presenteou as pesquisadoras com publicações da instituição e garantiu que títulos do selo serão disponibilizados no Repositório Institucional SaberAberto.


Parceria para consolidação da ferramenta

O repositório institucional é resultado de um trabalho coletivo, que contou com a participação de pesquisadores, programadores, analistas de sistemas, professores e estudantes da universidade.

Foram parceiros para a consolidação da ferramenta, a EdUNEB, a Unidade de Desenvolvimento Organizacional (UDO), por meio da Gerência de Informática (Gerinf), o Gestec e o Departamento de Ciências Exatas e da Terra (DCET) do Campus I.

A Gerinf foi responsável pela oferta da infraestrutura necessária para o funcionamento do repositório, que por sua vez foi customizado por professores, estudantes e técnicos administrativos.

De acordo com o professor Eduardo Jorge, que integrou o grupo responsável pela elaboração do repositório, um dos principais cuidados tomados para a customização da ferramenta foi o de torná-la amigável aos sites de busca, dando maior visibilidade às produções depositadas, maior chance de citação e melhorando o seu posicionamento nas buscas feitas em sites como o Google.

A mesa de abertura do lançamento contou ainda com a participação do diretor do DCET, Daniel Cerqueira Goes, do gerente de Pesquisa da Pró-reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PPG), Aníbal de Freitas, e do professor André Luiz da Silva.

SaberAberto: como e quem pode depositar?

O repositório funciona com o auto arquivamento das produções pelos autores, com a capacidade de receber artigos de periódicos, capítulos de livros, monografias, dissertações, teses, trabalhos apresentados em eventos e livros.

Também podem ser arquivadas palestras, entrevistas, vídeos, jogos, produções artísticas e documentos históricos, desde que oriundos de pesquisa ou vinculados a núcleos e centros de pesquisas da UNEB.

Podem depositar produções no Saber Aberto estudantes de graduação e pós-graduação da UNEB, servidores docentes e técnicos administrativos da instituição. O repositório funciona como um sistema de auto arquivamento, permitindo que os próprios usuários submetam suas obras.

Acesse o Repositório Institucional SaberAberto

Confira mais fotos desse evento em nosso Flickr

Deixe uma resposta

Captcha base64