21

mar

Repórter: Toni Vasconcelos   |   Postado por: Toni Vasconcelos às 15:20 hrs

UNEB participa de audiência pública na Alba sobre ações de ciência e tecnologia

Gestores da Secti e universidade debateram com parlamentares projetos de interiorização

A UNEB vai fortalecer a articulação com a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do estado (Secti) em diversas ações este ano.

A parceria entre a universidade e o órgão estadual foi destaque hoje (21) na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), em Salvador.

Durante audiência pública promovida pela Comissão de Educação, Cultura, Ciência, Tecnologia e Serviços Públicos da Casa legislativa, que tratou das ações da Secti para 2017, o reitor da UNEB, José Bites de Carvalho, enfatizou que “falta efetivamente uma maior aproximação das universidades estaduais com as políticas públicas nas áreas de ciência, tecnologia e inovação”.

“Vejo com bons olhos essa proposta do secretário Vivaldo Mendonça (Secti), de estruturar os PCIs numa articulação consistente com as universidades públicas estaduais e federais na Bahia”, disse Bites, salientando a presença dessas instituições em todos os territórios do estado.

Intitulado Bahia global – inovação a serviço do desenvolvimento integrado, um dos projetos da Secti para este ano evidencia a consolidação de Polos do Conhecimento e Inovação (PCIs), em parceria com as IES públicas.

Entre as ações que a secretaria quer priorizar em 2017 estão o acesso universal à internet por banda larga em todo o estado, constituição de espaços de interação entre os ensinos médio e superior e a ampliação da acessibilidade na capital e interior.

“Com essa audiência, queremos repactuar as nossas ações, para criarmos uma dinâmica de interiorização, em especial do fomento à inovação para o desenvolvimento. Inovação é fazer. Não falta dinheiro, falta é tempo para realizarmos tanta coisa que precisamos”, resumiu Vivaldo Mendonça (Secti).

Demonstrando realmente não querer perder tempo, o secretário aproveitou para solicitar ao reitor que a UNEB apresentasse à Secti, com brevidade, um projeto de tecnologias assistivas para implantação em todos os campi.

A audiência pública foi proposta pela deputada Fabíola Mansur, que preside a comissão: “Foi muito oportuna a vinda da Secti e da UNEB aqui, para tratarmos de temas de tanta relevância para a Bahia”.

Da UNEB, participaram também a vice-reitora Carla Liane Nascimento e o diretor do Campus Avançado de Canudos, Luiz Paulo Neiva.

Prestigiaram a sessão o presidente da Alba, Angelo Coronel, e diversos outros deputados, além de organizações sociais e entidades relacionadas à área.

Fotos: assessoria de Fabíola Mansur 

Deixe uma resposta