03

fev

Autor: EDUNEB ASCOM   |   Postado por: faviana às 05:37 hrs

Negrura, brancura e mestiçagem no imaginário literário brasileiro

O objetivo central deste livro é analisar como as ideologias da brancura, negrura e mestiçagem foram criadas e se inseriram no imaginário literário brasileiro, apoiando uma hegemonia sociocultural que enaltece a beleza, os valores e a cultura forjados como sendo do branco em detrimento aos padrões e valores das populações indígena e negra.
Atualmente, o censo populacional do Brasil estabelece cinco categorias identitárias: branca, preta, parda, amarela e indígena. Afastando-nos um pouco dessa classificação, quando falamos do negro, referimo-nos a pessoas que pertencem às categorias de preto e pardo. A categoria que envolve o mestiço é a parda, mas diremos que ainda é pouco comum que o mestiço seja definido como preto, embora já haja uma maior tendência a isso, dado o aumento da consciência sobre a cor da pele e seus sentidos sociopolíticos.

Clique para comprar!

Deixe uma resposta