18

out

Repórter: eporto   |   Postado por: eporto às 15:16 hrs

I Cine UNEB exibe o filme “12 anos de escravidão”

ASCOM 

Marla Mathielli 

 

Na tarde de ontem (17/10) aconteceu I Cine UNEB: Entre narrativas e direitos humanos, com a exibição do filme “12 anos de escravidão”. Logo mais os professores Dr. Euclides Santos Mendes e o Ms. Fábio Ramos Barbosa teceram comentários à luz dos 30 anos de Constituição Federal, completados em 2018.

O filme “12 anos de escravidão” é de 2013, dirigido por Steve McQueen, um diretor negro, que vai falar da condição do negro, segundo Mendes isso é muito importante. O filme foi baseado em uma obra do século XIX, com o mesmo nome do filme, 12 anos de escravidão, é um relato de Solomon Northup, um homem negro e livre que foi sequestrado 1841 e vendido como escravo no sul dos Estados Unidos, uma sociedade escravocrata.

Mendes ressalta as imagens do filme sendo muito fortes e intensas, se estruturando como flash black, onde o Solomon relembra a vida livre que tinha antes. Um homem culto, violinista que vivia no nordeste dos EUA, filho de pais livres, este personagem é o autor do livro que deu origem ao filme.

Os EUA tem a mesma Constituição desde a sua independência, e proíbe a escravidão em solo americano, mas existe uma ressalva para prisioneiro, o preso pode ser explorado como escravo. O Prof. Fábio lembra que durante a guerra de Secessão americana, muitos negros foram presos e usados como mão de obra escrava para construir as cidades, legitimados pela Carta Magna. Barbosa também chama atenção para o Brasil, onde os negros libertos eram presos por vadiagem, não podiam sair na rua sem autorização dos seus antigos donos.   

I Cine UNEB, Projeto de extensão interdisciplinar (Direito/Letras/Cinema), defende a utilização do cinema como elemento narrativo de apoio no processo ensino e aprendizagem e possibilita fazer uso de uma linguagem dinâmica e atual para a difusão do saber, enquanto recurso pedagógico.